Domingo, 13 de Julho de 2014

Scolari acha que "nem daqui a mil anos" a Alemanha volta a golear o Brasil

Uma simples conversa informal no relvado do Mané Garrincha voltou a colocar Luiz Felipe Scolari no centro do 'furacão'. O seleccionador brasileiro foi captado pelas câmaras da FIFA a digerir uma das páginas mais negras na história do futebol brasileiro: a goleada sofrida diante da Alemanha nas meias- finais do Mundial (7-1). Um resultado caracterizado por 'Felipão' como uma "fatalidade".

"Uma fatalidade não pode destruir um trabalho", começa por dizer, perante o olhar atento do capitão Thiago Silva. E até a vitória é questionada: "Nunca mais, nem daqui a mil anos, cara [sobre a goleada]. Eles foram sete vezes no primeiro tempo e fizeram cinco golos".

Segundo Scolari, a reviravolta esteve perto de acontecer. "Nos dez primeiros minutos do segundo tempo, se eu mostrar o tape [a cassete do jogo], nós tivemos quatro chances. Se nós tivéssemos acertado as quatro ia estar 5 a 4 em dez minutos. Isso é coisa de louco para pensar".

As declarações são polémicas e até Thiago Silva torceu o nariz à conversa do líder da canarinha.
publicado por Jornal Urbano De Moçambique às 17:51
link do post | comentar | favorito
partilhar
Sábado, 5 de Julho de 2014

Cidadão mata esposa e filho à catana

Dois indivíduos mataram a catanada uma mulher e seu filho de um ano de idade, no distrito de Chibababa em Solafa. Segundo a polícia, as vítimas eram esposa e filho de um dos agressores.

Os dois cidadãos de 23 e 64 anos de idade invadiram a casa das vítimas munidos de catanas e desferiram golpes, que foram suficientes para causar a morte imediata das duas pessoas.

De acordo com a PRM na Beira, um dos agressores de 64 anos de idade, que era exposo e pai das vítimas, justifica o crime macabro como sendo resultado de ciúmes e desconfiança sobre a paternidade da criança assassinada.
publicado por Jornal Urbano De Moçambique às 10:18
link do post | comentar | favorito
partilhar
Quinta-feira, 3 de Julho de 2014

Ayoob Satar assassinado no Paquistão

Um dos condenados pelo envolvimento na morte do jornalista Carlos Cardoso, Ayoob Satar, foi morto à tiro esta terça-feira, na capital Karachi, no Paquistão.

De acordo com o jornal @Verdade, na sua página online, não são ainda conhecidas as motivações que levaram à morte de Ayoob Satar. Mas, sabe-se que o finado se deslocara a Karachi para visitar os filhos que teve com a mulher da qual se divorciou recentemente.

Ayoob é um dos irmãos mais velhos de Nini Satar e esteve detido pelo seu alegado envolvimento no assassinato do jornalista moçambicano Carlos Cardoso.

Ayoob, irmão mais velho de Nini Satar que se escontra ainda a cumprir sua pena na cadeia de Máxima segurança BO, foi réu no "Caso BCM", tendo sido o único membro da sua família absolvido.
publicado por Jornal Urbano De Moçambique às 18:41
link do post | comentar | favorito
partilhar

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Cidadão suicida-se no cem...

. Desmaios frequentes agita...

. “Regime da Frelimo será j...

. Monteiro arruma tabuleiro...

. Corrupção desvia pelo men...

. Frangoulis diz que Procur...

. Partido Frelimo afasta-se...

. Dhlakama anuncia para Abr...

. Nyusi reitera compromisso...

. A reacção da única filha ...

.arquivos

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds