Quarta-feira, 4 de Março de 2015

OAM garante que vai acompanhar investigação ao assassínio de Cistac

Nws_25457_1_20150304-55806.png

 

A Ordem dos Advogados de Moçambique (OAM) manifestou-se "revoltada e indignada" com o homicídio do constitucionalista franco moçambicano Gilles Cistac, exigindo às autoridades competentes que responsabilizem os "autores de tão vil acto".

"Estamos indignados e muito revoltados", sublinha a OAM, em comunicado, descrevendo Gilles Cistac como "um acérrimo defensor do Estado de Direito e da democracia".

A OAM garante ainda que vai acompanhar de perto toda a investigação ao assassínio do constitucionalista e apela às autoridades para que "tomem todas as medidas necessárias para identificar os autores".

Na semana passada, o académico anunciou que ia processar um homem que, através da rede social facebook e com o pseudónimo Calado Kalashnikov, acusou Cistac "de ser um espião francês que obteve nacionalidade moçambicana de forma fraudulenta".

publicado por Jornal Urbano De Moçambique às 12:21
link do post | comentar | favorito
| | partilhar

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Cidadão suicida-se no cem...

. Desmaios frequentes agita...

. “Regime da Frelimo será j...

. Monteiro arruma tabuleiro...

. Corrupção desvia pelo men...

. Frangoulis diz que Procur...

. Partido Frelimo afasta-se...

. Dhlakama anuncia para Abr...

. Nyusi reitera compromisso...

. A reacção da única filha ...

.arquivos

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds