Quinta-feira, 9 de Janeiro de 2014

Causas do reagrupamento

Na explicação de Mazanga, o grupo dos “seguranças” de Inhambane é constituído por militares expurgados do Exército e outros que nem sequer foram integrados nas Forças Armadas, depois do cessar-fogo, em 1992.
“Esta unidade, quando tomou conhecimento do ataque dirigido contra o presidente Afonso Dhlakama, a 21 de Outubro de 2013, solicitou a este autorização para se juntar a ele, com vista a protegê-lo”, contou Mazanga.
O pedido teria sido recusado, pois, no entender de Dhlakama, não fazia sentido concentrar todos os seguranças em Sofala. A justificação é a de que o problema político que opõe a Renamo ao Governo é de âmbito nacional. “Por isso, a Renamo orientou-os a organizarem-se localmente para responderem a qualquer provocação”.
publicado por Jornal Urbano De Moçambique às 14:19
link do post | comentar | favorito
| | partilhar

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Cidadão suicida-se no cem...

. Desmaios frequentes agita...

. “Regime da Frelimo será j...

. Monteiro arruma tabuleiro...

. Corrupção desvia pelo men...

. Frangoulis diz que Procur...

. Partido Frelimo afasta-se...

. Dhlakama anuncia para Abr...

. Nyusi reitera compromisso...

. A reacção da única filha ...

.arquivos

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds