Quarta-feira, 20 de Novembro de 2013

Brigadistas queixam-se de falta de contratos com o STAE




Centenas de brigadistas ficaram, ontem, horas a fio nos corredores do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) do distrito Municipal Kampfumo, cidade de Maputo, à espera de assinatura de contratos e afectação para hoje, dia da votação. É que, contra todas as expectativas, até à tarde desta terça-feira, os mesmos ainda não tinham contratos assinados com o STAE e não sabiam qual seria o seu destino.

Estes queixaram-se de terem dedicado o seu tempo à formação em matéria do processo eleitoral, mas o STAE, à última hora, decidiu mantê-los à espera o dia inteiro.

Por seu turno, o director do STAE na cidade de Maputo, Paulo Chambal, garantiu na noite de ontem que a situação já tinha sido ultrapassada e todos os brigadistas já possuíam os respectivos contratos. O STAE afirma assim que todos os membros das mesas de voto estarão nos seus locais de trabalho para o processo de votação.
publicado por Jornal Urbano De Moçambique às 08:45
link do post | comentar | favorito
| | partilhar

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Cidadão suicida-se no cem...

. Desmaios frequentes agita...

. “Regime da Frelimo será j...

. Monteiro arruma tabuleiro...

. Corrupção desvia pelo men...

. Frangoulis diz que Procur...

. Partido Frelimo afasta-se...

. Dhlakama anuncia para Abr...

. Nyusi reitera compromisso...

. A reacção da única filha ...

.arquivos

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds